Subscribe via RSS

Juntos e Misturados

11 jul 2014

written by Memória Cinematográfica

Juntos e Misturados

Par nas comédias românticas “Afinado no Amor” (1998) e “Como Se Fosse a Primeira Vez” (2004), Drew Barrymore e Adam Sandler estão novamente em “Juntos e Misturados” (“Blended”), cuja estreia está apontada para 17 de julho nos cinemas brasileiros. As sessões de pré-estreia acontecem a partir do dia 10, em cem salas.

O espectador pouco sabe da história de ambos os personagens, quando o casal está no Hooters (restaurante cujas garçonetes vestem shorts minúsculos para atender principalmente ao público masculino) para um encontro, como se vê, nada romântico. Durante a conversa, sabe-se que ela acabou de se separar, tem dois filhos, e ele é viúvo e tem três filhas. Mas o tal encontro às cegas foi totalmente desastroso e um não quer saber do outro.

Até que, coincidentemente, vão se encontrar em um resort na África do Sul para passar as férias com seus respectivos filhos. O óbvio do filme dirigido por Frank Coraci (mesmo diretor de “Afinado no Amor” e “Click”) acontece quando cada um começa a ver o outro de maneira diferente e a se envolver com as crianças alheias. Afinal de contas, ela tem jeito de cuidar de meninas, embora só tenha meninos; e ele vice-versa.

Os garotos têm suas peculiaridades: enquanto o mais velho só pensa “naquilo”, o mais novo tenta superar a provocação para se dar bem no time de basebol da escola. E os dois morrem de ciúmes da mãe, claro.

A menina mais velha tenta se mostrar mais feminina, mas tem dificuldade porque quem corta seus cabelos é o barbeiro do pai e do avô; a do meio acredita que a mãe, mesmo morta, está por toda parte e conversa com ela em cenas constrangedoras, inclusive no restaurante do resort; a caçula é a única que enxerga os dois como um casal em potencial.

Os clichês no tal resort estão por toda parte: no casal com enorme diferença de idade fazendo papel de apaixonado, vivido por Kevin Nealon (“Weeds”) e Jessica Lowe; na menina que se apaixona por um rapaz e tem que mostrar ao pai que cresceu e virou uma moça. Sem falar no grupo de animadores que aparece de vez em quando apresentando musicais sem graça.

Para citar dois longas-metragens parecidos, em “Esposa de Mentirinha”, Jennifer Aniston e o mesmo Adam Sandler já fizeram um filme no qual ela e seu namorado vão parar em um resort durante as férias. E o comediante Steve Martin também já juntou os seus filhos com os da amada em “Doze é Demais” para ver no que dá.

Além do roteiro previsível de Ivan Menchell e Clare Sera, ambos estreando roteiro no cinema, uma coisa é certa: você já viu um filme como este em alguma “Sessão da Tarde”, principalmente com um casal que vive fazendo repeteco dos seus papéis.

“Juntos e Misturados” não traz nada de novo e se apoia nas imagens da natureza africana para dar brilho à produção. Se não tiver nada melhor a fazer, o filme pode ser uma boa pedida para acompanhar um saco de pipocas em uma tarde fria de inverno. Nada mais.

Texto originalmente publicado na GQ.

 


About the author

Read more posts by


Leave a comment

© 2017 Memória Cinematográfica